Como aumentar a eficiência operacional de sua indústria

Mesmo diante dessa pandemia que o mundo vive com a Covid-19, a indústria brasileira tem de se manter estável. Diante desse cenário, a eficiência operacional é um fator decisivo para manter a competitividade.

De acordo com Thiago Marques, gerente de negócios do Grupo EDGE para produtos Rockwell Automation, “a melhoria operacional da indústria está relacionada diretamente aos processos implementados e se esses processos industriais funcionam de forma eficiente”.

 

Dessa forma, a busca pela eficiência operacional tornou-se uma constante na indústria brasileira, uma vez que torna as empresas mais competitivas e garante maior participação no mercado em que atuam. Mesmo diante de um cenário não muito animador, em que a pandemia acabou reduzindo as demandas na indústria – o que reflete nos resultados -, manter a produtividade, aumentando a eficiência operacional de sua industrial, tornou-se prioridade. 

 

O que é eficiência operacional?

De uma forma geral, a eficiência operacional é a relação entre uma tarefa, uma atividade, uma operação empregada num determinado processo com o resultado obtido. 

Independentemente do setor, área, atuação ou segmento, a eficiência operacional é importante, pois torna sua indústria mais competitiva por meio de um aumento significativo de produtividade. Eficiência operacional não corresponde atingir metas. É possível cumprir metas na indústria, sem possuir eficiência operacional. 

 

Leia também: Software de controle de manutenção industrial, evitando paradas e mantendo a produtividade

Serviços que melhoram a eficiência operacional

Mesmo diante dessa nova realidade brasileira, é possível aumentar a eficiência operacional de sua indústria com cinco soluções. Saiba quais são:

1. Automação industrial

A automação industrial é um dos principais serviços para melhorar a eficiência operacional. Dessa forma, os processos produtivos não sofrem a interferência de falha humana, e as máquinas tomam decisões mais rápido e decisivas para manter a produtividade. 

Os processos tornam-se mais ágeis. Além disso, os operadores podem ter seus conhecimentos técnicos melhor aproveitados quando são ajudados por maquinários inteligentes. 

2. Avaliação do maquinário

O gestor deve conhecer cada máquina, para identificar pontos de melhoria e reduzir a sobrecarga dos mesmos. Para melhorar a performance dos maquinários, é importante também fazer o mapeamento da capacidade de uso de cada máquina e da linha de produção. 

A avaliação dos maquinários reduz riscos, uma vez que o gestor pode planejar os investimentos. 

  1. Suporte técnico capacitado

Capacitar seus operadores, gerentes de setor é um dos serviços essenciais para a eficiência operacional. Os funcionários precisam conhecer as novas tecnologias do mercado, funcionamento de máquinas inteligentes, entre outros assuntos. 

  1. Investimento descentralizado

Para aumentar a eficiência operacional, buscar soluções pontuais não resolve, uma vez que as máquinas estão em uma linha de produção. 

É fundamental fazer uma análise do chão de fábrica, mapear os riscos e investir nesses pontos que há necessidade de melhoria. Lembre-se que qualquer falha ou gargalo compromete o processo produtivo como um todo. Portanto, é importante fazer o investimento em todos os riscos, não somente no que o gestor acha mais relevante no momento. 

5. Monitoramento e disponibilidade

A realização do monitoramento em toda linha de produção, de forma remota, reduz falhas, promove manutenção preventiva e/ou intervenção proativa e melhora a segurança no chão de fábrica. 

Outro serviço que vai ao encontro da eficiência operacional é a reserva ou disponibilidade de equipamentos reservas, em caso de defeito ou parada. Dessa forma, a troca é realizada de forma rápida, para que a linha de produção volte a funcionar em tempo hábil. 

 

Um dos grandes desafios de aumentar a eficiência operacional de sua indústria é falta de planejamento. Os gestores precisam atualizar seus mindset e adequar o parque fabril de suas empresas às exigências da Indústria 4.0.